AffonsoRitter.com.br
 
 
Última atualização às:
19:03 - 14/07/2020
Página principal com destaques Destaques
Confira todas as notícias Notícias
Confira nossa NewsLetter NewsLetter
Saiba quem é Affonso Ritter Quem é ?
Entre em contato Contato
Seção Empreendedores Empreendedores
Seção Amantes do Vinho Amantes do Vinho
Dicas de Links Dicas de links
 
BRDE
Banrisul - Digital - Parcelamento Cartao Credito
GBOEX
Intelig?ncia em Tecnologia da Informa??
 
 
 
Governo reavalia o ministro

O presidente Jair Bolsonaro começou a revisitar a lista de cotados para o Ministério da Educação (MEC). Os nomes de Sérgio Sant'Ana, ex-assessor do ex-ministro Abraham Weintraub, e de Renato Feder, secretário de educação do Paraná, voltaram ao centro da discussão na sucessão do MEC. Os nomes voltaram a ser avaliados depois das notícias sobre as informações falsas no currículo de Carlos Alberto Decotelli, nomeado na semana passada para o cargo. O governo decidiu adiar a posse do ministro e fazer um pente fino em sua carreira. Embora ainda não tenha sido chamado na Presidência, até o meio da tarde, Sant'Ana tem forte apoio da ala ideológica do governo. O ex-assessor de Weintraub é próximo do secretário de Alfabetização, Carlos Nadalim, que chegou a ser cotado para a pasta, e também do filho do presidente, Eduardo Bolsonaro. Já o secretário do Paraná, Renato Feder, preferiu não comentar sobre as novas movimentações em relação à troca de chefia no MEC. Na semana passada, o nome de Feder ganhou força, mas ele acabou não sendo escolhido pelo presidente. Os militares do governo apoiam o nome do educador Antônio Freitas, que também estava entre os cotados antes da nomeação de Decotelli, e de Antônio Testa, que chegou a fazer parte do MEC e foi demitido pelo ex-ministro Ricardo Vélez Rodríguez.

Incluída em: 29/06/2020 - 17:33

VoltarVoltar

 
  19:03 - Justiça desobriga os planos
  18:59 - Antecipar contrato de serviço
  18:58 - Cartões da Fundação Tênis
  18:56 - Opção radiografia ou doença
  18:55 - Um Prato Cheio permanente
  18:54 - Direção profissional no Marelli
  18:51 - Sebrae vai ao Tá na Mesa
  18:49 - As reunões de condomínio
  18:47 - O dólar recua para R$ 5,347
  18:37 - Mendes volta criticar militares