AffonsoRitter.com.br
 
 
Última atualização às:
19:03 - 14/07/2020
Página principal com destaques Destaques
Confira todas as notícias Notícias
Confira nossa NewsLetter NewsLetter
Saiba quem é Affonso Ritter Quem é ?
Entre em contato Contato
Seção Empreendedores Empreendedores
Seção Amantes do Vinho Amantes do Vinho
Dicas de Links Dicas de links
 
BRDE
Banrisul - Digital - Parcelamento Cartao Credito
GBOEX
Intelig?ncia em Tecnologia da Informa??
 
 
 
Brasil em recessão, diz FGV

O Comitê de Datação de Ciclos Econômicos (Codace), ligado à Fundação Getulio Vargas (FGV), considerou que o Brasil entrou em recessão no primeiro trimestre do ano, encerrando um período de 12 trimestres seguidos de expansão. "O Comitê identificou a ocorrência de um pico no ciclo de negócios brasileiro no quarto trimestre de 2019. O pico representa o fim de uma expansão econômica que durou 12 trimestres - entre o primeiro trimestre de 2017 e o quarto de 2019 - e sinaliza a entrada do país em uma recessão a partir do primeiro trimestre de 2020". O IBGE havia mostrado, no início de junho, queda de 1,5% no Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre frente ao pico identificado pelo comitê no quarto trimestre, a maior queda desde o segundo trimestre de 2015. Mas o comitê considera um conjunto de indicadores para estabelecer o início de um período recessivo ou de expansão. O comitê também considerou o último período recessivo antes da pandemia como o mais longo em meses desde que há dados para datação dos ciclos. A economia brasileira retraiu por 33 meses seguidos, tempo superior aos 30 meses de recessão entre 1989 e 1991, quando o Plano Collor determinou o confisco.

Incluída em: 29/06/2020 - 17:27

VoltarVoltar

 
  19:03 - Justiça desobriga os planos
  18:59 - Antecipar contrato de serviço
  18:58 - Cartões da Fundação Tênis
  18:56 - Opção radiografia ou doença
  18:55 - Um Prato Cheio permanente
  18:54 - Direção profissional no Marelli
  18:51 - Sebrae vai ao Tá na Mesa
  18:49 - As reunões de condomínio
  18:47 - O dólar recua para R$ 5,347
  18:37 - Mendes volta criticar militares