AffonsoRitter.com.br
 
 
Última atualização às:
18:45 - 06/07/2020
Página principal com destaques Destaques
Confira todas as notícias Notícias
Confira nossa NewsLetter NewsLetter
Saiba quem é Affonso Ritter Quem é ?
Entre em contato Contato
Seção Empreendedores Empreendedores
Seção Amantes do Vinho Amantes do Vinho
Dicas de Links Dicas de links
 
BRDE
Banrisul - Digital - Parcelamento Cartao Credito
GBOEX
Intelig?ncia em Tecnologia da Informa??
 
 
 
36% perderam renda no RS

Mais de um terço da população economicamente ativa do Rio Grande do Sul (ou 36,6%) teve redução de renda após o começo das restrições impostas pela proliferação do Covid-19 no estado. Essa é um dos resultados da pesquisa Pandemia 2020 realizada pela Reclab, empresa especializada em informações e pesquisa e com atuação há mais de 25 anos, e apoio da Uffizi Comunicação e Relacionamentos, agência de Comunicação com foco em relacionamento com a imprensa há 20 anos. O levantamento foi realizado entre os dias 05 e 10 de maio, com questionário através de plataforma on-line, e respondido por 538 gaúchos. A maioria possui curso superior e renda familiar média acima de R$ 5.200,00 mensais. Conforme Suzana Carvalho, diretora da Reclab, 25,3% dos gaúchos que participaram da pesquisa, afirmam estar sem nenhuma fonte de renda durante esse período, percentual que sobe para 36,6% entre os que estão com renda reduzida. Os que informaram que não tiveram qualquer alteração em sua renda mensal são 35% do total de respondentes. "Esse cenário tem impactado o comportamento das pessoas, alterando tanto nos hábitos do dia a dia como alimentação ou atividade física como a queda no volume de renda familiar", comenta Suzana.

Incluída em: 21/05/2020 - 18:53

VoltarVoltar

 
  19:53 - Aqui 1 milhão de recuperados
  19:44 - Feder desiste de ser ministro
  19:37 - Mais máquinas para pneus
  19:36 - Fachadas emborrachadas
  19:35 - Prolar comemora 50 anos
  19:33 - Campus universitário Torres
  19:30 - Um novo e-book da Remed
  19:29 - Mulheres empreendedoras
  19:25 - Pandemia custará R$ 600 bi
  19:19 - Salão on-line do calçado