AffonsoRitter.com.br
 
 
Última atualização às:
10:32 - 26/05/2020
Página principal com destaques Destaques
Confira todas as notícias Notícias
Confira nossa NewsLetter NewsLetter
Saiba quem é Affonso Ritter Quem é ?
Entre em contato Contato
Seção Empreendedores Empreendedores
Seção Amantes do Vinho Amantes do Vinho
Dicas de Links Dicas de links
 
BRDE
Banrisul - Digital
GBOEX
Intelig?ncia em Tecnologia da Informa??
 
 
 
A crise como oportunidade

Mais do que sobreviver, alguns negócios viram o momento econômico atual como uma oportunidade de se reinventar, lançar novos produtos. Esse é o caso de três associados da Microempa de Caxias do Sul: as empresas Dal Moro Eletro Eletrônica, Sul Torke e da consultora de alimentos, Latoya Brum. Fabricante de ventiladores e climatizadores, a Dal Moro empresa caxiense lançou um Pulverizador de Torre, produto utilizado para a desinfecção de ambientes. Com a pandemia do novo coronavírus, a consultora de Alimentos, Latoya Brum e sua sócia, Katherine Manetti, perceberam uma preocupação crescente em relação a segurança dos alimentos, tanto do mercado de food service, quanto do público consumidor. Após realizar uma pesquisa onde 98% dos consumidores afirmaram que se sentiriam mais seguros se soubessem que o estabelecimento está cumprindo as medidas para evitar contaminação, elas criaram um selo para tornar essas informações mais claras ao público. Em duas semanas de programa, mais de 30 empresas já estampam o selo em seus produtos ou estão realizando adequações para receber. Além de restaurantes, o programa já atende outros estabelecimentos e confere os selos de qualidade #ProduçãoSegura (para indústrias), #AçougueSeguro e #PadariaSegura. Já a Sul Tork aproveitou o momento para lançar novas soluções no segmento de válvulas industriais e já registra um crescimento de 50% em relação ao mesmo período de 2019. Conforme o diretor da empresa, Eduardo Bressan, o lançamento de novos produtos (redutoras e atuadores pneumáticos/hidráulicos) vêm para atender a demanda crescente do mercado nacional, já que a importação desses materiais ficou muito cara e inviável com a Copandemia.

Incluída em: 21/05/2020 - 17:18

VoltarVoltar

 
  21:50 - Mais 807 mortes em 24 horas
  19:27 - Reforma tributária em pauta
  19:17 - Bella Città reabre suas portas
  19:11 - Leite paga dívida herdada
  19:06 - Marcopolo fatura 2,3% mais
  18:55 - A TIM reabre lojas próprias
  18:45 - O auxílio chega a 59 milhões
  18:39 - Falta um plano de reabertura
  18:34 - Exame de Tóffoli dá negativo
  18:28 - A confiança do consumidor