AffonsoRitter.com.br
 
 
Última atualização às:
20:17 - 19/09/2020
Página principal com destaques Destaques
Confira todas as notícias Notícias
Confira nossa NewsLetter NewsLetter
Saiba quem é Affonso Ritter Quem é ?
Entre em contato Contato
Seção Empreendedores Empreendedores
Seção Amantes do Vinho Amantes do Vinho
Dicas de Links Dicas de links
 
BRDE
Pix Banrisul
GBOEX
Intelig?ncia em Tecnologia da Informa??
 
 
 
A aprovação do home office

Desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou situação de pandemia pelo novo coronavírus, em março, empresas de todos os setores precisaram adaptar suas dinâmicas de trabalho às medidas de isolamento social. Adotaram o trabalho remoto, que não era realidade para 51% das companhias brasileiras até então. Após o choque inicial, 80% dos gestores disserem gostar da nova maneira de trabalhar, de acordo com pesquisa da ISE Business School. "Mudanças que ocorreriam em cinco ou dez anos já estão acontecendo", disse Cesar Bullara, diretor e professor do departamento de gestão de pessoas do ISE. Segundo ele, a nova realidade veio para ficar. Das empresas que ainda não adotavam o home office, 65% são de controle familiares e de capital nacional. Os outros 35% são multinacionais. Na visão de Amélia Caetano, consultora especializada em trabalho remoto no Instituto Trabalho Portátil, as multinacionais já estavam mais bem preparadas, principalmente do ponto de vista tecnológico, enquanto as empresas nacionais tinham investido pouco nesse sentido. Para ela, eventos inesperados, como o Covid-19 têm essa capacidade de "antecipar" o futuro. De acordo com a pesquisa, 60% dos entrevistados afirmaram que o home office ajudou a melhorar a eficiência e a produtividade. Apesar de os dados apontarem uma tendência positiva, as pessoas não estão na sua melhor fase de produtividade, pois a imprevisibilidade da pandemia traz angústia e dificuldade emocional. Esses fatores foram apontados como "altos" e "muito altos" das pessoas ouvidas pelo ISE.

Incluída em: 21/05/2020 - 10:19

VoltarVoltar

 
  15:16 - PIB trimestral do RS cai 13,7%
  10:04 - Desocupação sobe para 14,3%
  09:39 - Opção de aviões é pela carga
  09:34 - Infecções acima de 30 milhões
  20:16 - A reitoria de portas abertas
  20:08 - Mais pessoas passam fome
  20:03 - Restaurante terá mais 1 hora
  19:57 - O kit de vinhos da Avaliação
  19:52 - O dólar recua para R$ 5,232
  19:45 - Os servidores em home office