AffonsoRitter.com.br
 
 
Última atualização às:
10:32 - 26/05/2020
Página principal com destaques Destaques
Confira todas as notícias Notícias
Confira nossa NewsLetter NewsLetter
Saiba quem é Affonso Ritter Quem é ?
Entre em contato Contato
Seção Empreendedores Empreendedores
Seção Amantes do Vinho Amantes do Vinho
Dicas de Links Dicas de links
 
BRDE
Banrisul - Digital
GBOEX
Intelig?ncia em Tecnologia da Informa??
 
 
 
Auxílio emergencial indevido

Enquanto dez milhões de brasileiros ainda aguardam o processamento de seus pedidos para ter acesso à primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600, o governo identificou que filhos de famílias de classe média (maiores de 18 anos), estudantes universitários, mulheres de empresários e servidores públicos aposentados e seus dependentes receberam o benefício sem ter direito. O grupo se soma a militares que obtiveram indevidamente o benefício. A irregularidade foi possibilitada pela falta de checagem mais rigorosa dos dados sobre a renda familiar, um dos critérios para ter acesso à ajuda federal. Segundo integrantes do governo, fraudadores omitiram a renda do domicílio no cadastro feito na Caixa Econômica Federal. A informação não foi checada porque a Dataprev, responsável pelo cruzamento de dados e autorização do pagamento, não utilizou a base de dependentes dos contribuintes que declaram Imposto de Renda (IR) para saber, por exemplo, se o requerente é filho de um servidor público.

Incluída em: 21/05/2020 - 09:55

VoltarVoltar

 
  21:50 - Mais 807 mortes em 24 horas
  19:27 - Reforma tributária em pauta
  19:17 - Bella Città reabre suas portas
  19:11 - Leite paga dívida herdada
  19:06 - Marcopolo fatura 2,3% mais
  18:55 - A TIM reabre lojas próprias
  18:45 - O auxílio chega a 59 milhões
  18:39 - Falta um plano de reabertura
  18:34 - Exame de Tóffoli dá negativo
  18:28 - A confiança do consumidor